Magazine Button
Pesquisa global da Fujitsu revela prioridades no mundo pós-pandemia

Pesquisa global da Fujitsu revela prioridades no mundo pós-pandemia

Uma pesquisa da Fujitsu revela novos insights sobre como os líderes empresariais responderam à pandemia, bem como suas percepções sobre as prioridades de negócios no mundo pós-pandemia

A Fujitsu divulgou o relatório da pesquisa Fujitsu Future Insights Global Digital Transformation Survey 2021, destacando os resultados de uma pesquisa baseada nas percepções e experiências de 1.200 CxOs e tomadores de decisão em nove países.

A quinta iteração desta pesquisa examina como as organizações responderam às mudanças que a pandemia causou e as percepções dos líderes empresariais sobre as prioridades no mundo pós-pandemia. Os resultados da pesquisa revelaram os fatores que contribuíram para uma resposta eficaz à pandemia, identificando capacidades organizacionais essenciais e percepções importantes na concepção de negócios de sucesso após a pandemia.

Background

A pandemia da Covid-19 mudou significativamente a maneira como vivemos e trabalhamos. Como países ao redor do mundo impuseram bloqueios de cidades e restrições de fronteira mais rígidas, as empresas foram forçadas a se adaptar rapidamente e enfrentar novos desafios para permanecerem relevantes.

Embora muitas pessoas e organizações tenham sido forçadas a mudar seus métodos anteriores, várias respostas à pandemia produziram muitos resultados diferentes. Além disso, conforme a digitalização dos negócios avança, as organizações devem cada vez mais acelerar suas próprias iniciativas de Transformação Digital.

Nesse contexto, a Fujitsu conduziu uma pesquisa para fornecer novos insights sobre como os líderes empresariais responderam à pandemia, bem como suas percepções sobre as prioridades de negócios no mundo pós-pandemia.


1. Como as organizações responderam à pandemia?

Enquanto muitas organizações online que fornecem produtos e serviços puramente online viram a receita aumentar durante a pandemia, metade das organizações offline que fornecem produtos e serviços totalmente offline ou parcialmente online tiveram a receita reduzida.

Verificou-se que 69% dos líderes empresariais de organizações online indicaram que suas receitas de negócios aumentaram em 2020 em relação ao ano anterior. Em contraste, 53% das organizações offline viram uma queda nas receitas. No entanto, 33% das organizações offline aumentaram suas receitas, apesar dessa turbulência.

Embora o impacto na receita tenha sido significativo para muitos, 78% dos líderes empresariais de organizações off-line disseram que foram capazes de responder com eficácia à pandemia. Os três principais fatores que contribuíram para suas respostas eficazes à pandemia incluíram agilidade, digitalização e bem-estar dos funcionários. Entre os líderes empresariais de organizações offline, 49% disseram que a agilidade os ajudou a responder à pandemia de maneira eficaz.

Em seguida, 42% creditaram a digitalização, afirmando que já estavam preparados para responder à pandemia. Como a pandemia forçou muitas empresas a colocar suas operações online, as organizações que estavam à frente em sua transformação digital conseguiram continuar as operações com mais tranquilidade.

Então, 40% escolheram fazer do bem-estar do funcionário sua primeira prioridade. Isso indica uma maior importância de colocar a maior prioridade na saúde dos funcionários e ajudá-los a trabalhar com segurança durante a turbulência da pandemia. Além disso, a pesquisa descobriu que 87% dos entrevistados de organizações offline achavam que o bem-estar dos funcionários havia se tornado mais importante ou significativamente mais importante durante a pandemia. A maioria respondeu ainda que o bem-estar dos funcionários teria um grande impacto no desempenho dos negócios de médio a longo prazo.

2. Organizações com “músculos digitais” mais fortes também responderam de forma mais eficaz aos impactos da Covid-19

Os resultados das pesquisas globais anteriores da Fujitsu indicaram consistentemente que liderança, valor dos dados, uma cultura de agilidade, ecossistemas, pessoas capacitadas e integração de negócios são as capacidades organizacionais que levam ao sucesso na Transformação Digital. Fujitsu se refere a esses seis fatores como “músculos digitais”.

Transformação digital não se trata apenas de introduzir novas tecnologias digitais nas operações, mas de transformar fundamentalmente os processos de negócios e a maneira como as pessoas trabalham e se regeneram continuamente.

A análise da correlação entre a pontuação dos “músculos digitais” de uma organização e a capacidade de montar uma resposta eficaz à pandemia demonstra que as organizações com melhor desenvolvimento dessas capacidades críticas responderam de forma mais eficaz às mudanças sem precedentes apresentadas pela Covid-19.

3. Prioridades no mundo pós-pandêmico.

A resiliência é percebida como a principal prioridade de negócios no mundo pós-pandemia. Os resultados da pesquisa indicam que muitas organizações compreenderam a importância de uma resposta flexível diante das mudanças em um mundo incerto. Muitos entrevistados também observaram a importância da automação dos processos de negócios, do gerenciamento baseado em dados e de uma experiência perfeita do cliente, onde o online se funde com o offline.

Muitos líderes de negócios esperam que mais processos se tornem automatizados. A pesquisa revelou que 44% dos entrevistados de organizações offline previram que mais da metade de seus processos atuais que ainda não foram automatizados seriam automatizados em 2025. Este resultado é significativo, demonstrando a vontade do líder de negócios para automatizar seus negócios.

A pesquisa também descobriu que 82% das organizações offline planejam aumentar os investimentos em automação de processos de negócios. Esse entusiasmo pela automação é observado de forma semelhante em todos os setores, variando de 86% no setor financeiro a 79% no atacado/varejo.

No entanto, as expectativas variam de acordo com a indústria. Por exemplo, as empresas de manufatura estão automatizando não apenas seus processos de fabricação e teste, mas também outras funções, como previsão de demanda, gerenciamento da cadeia de suprimentos e serviços de manutenção por meio da Transformação Digital.

Nas operações bancárias do setor financeiro, mais serviços presenciais oferecidos nas agências estão sendo substituídos por serviços bancários móveis totalmente digitais. Na verdade, a pesquisa também descobriu que o valor premium das experiências Face to Face (F2F) deve ser revisitado, redefinindo o papel e o significado dos canais físicos offline tornando-se uma necessidade.

A pesquisa descobriu que 64% dos entrevistados de organizações online achavam que o valor do engajamento F2F aumentaria porque os serviços premium que não podem ser oferecidos online se tornarão mais exclusivos. Um total de 49% dos entrevistados de organizações offline tinham a mesma opinião, excedendo o número de entrevistados que pensaram que o valor do engajamento F2F diminuiria.

Na pesquisa do ano passado, já estava claro que a maioria dos líderes empresariais havia reconhecido a importância de entregar valor à sociedade. A pandemia reforçou essa tendência. Na pesquisa deste ano, 78% dos entrevistados de organizações off-line disseram acreditar que a importância de agregar valor à sociedade aumentou como resultado da pandemia.

A Fujitsu define seu objetivo como tornar o mundo mais sustentável, criando confiança na sociedade por meio da inovação. Os resultados desta pesquisa ajudarão a Fujitsu a continuar a servir como um parceiro DX confiável, ajudando simultaneamente os clientes a terem sucesso nos negócios e a fornecer um valor ainda maior para a sociedade.

As organizações terão que adotar novas prioridades para lidar com um ambiente de negócios radicalmente diferente no mundo pós-pandêmico.

Clique abaixo para compartilhar este artigo

Navegue por nossa
última edição

LATAM Portuguese

Veja todas as edições